quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Baterista do Torture Squad fala sobre novo álbum


O TORTURE SQUAD anunciou que seu próximo lançamento será um álbum conceitual sobre o período em que o Brasil esteve sob uma ditadura militar, que durou mais de 21 anos, de 1964 a 1985.

O baterista do Torture Squad, Amilcar Christófaro comentou: "Algo me dizia que nosso próximo álbum deveria falar sobre um assunto forte, portanto em seguida começamos a pensar, logo veio em minha mente a ditadura militar brasileira.

Eu tinha apenas um conhecimento superficial sobre toda a dimensão do assunto, e acreditamos que a maioria dos brasileiros também tenham. Foi uma época em que o Brasil foi governado pelos militares após um golpe em 1964, o regime impôs uma censura rígida e limitada contra a liberdade, enquanto a oposição enfrentava tortura e exílio. Eu, pessoalmente, comecei a perceber que o assunto ainda é muito presente. Nossa atual presidente Dilma Rousseff, é uma testemunha viva daquele tempo, ela esteve entre aqueles que suportaram a tortura e humilhação. Ironicamente, quem está por baixo se levanta, e hoje em dia ela é a chefe de estado do nosso país e sobre aqueles que, um dia, a torturam.

Claro, não vamos ser capazes de contar a história de 21 anos em apenas um álbum, mas a idéia é tentar fazer com que aqueles que tem interesse em ler as letras para compreender um pouco sobre o que aconteceu durante esse período. Nós estamos falando sobre a influência americana sobre o golpe de estado em 1964, os atos institucionais, a formação dos guerrilheiros armados, métodos de tortura, pessoas desaparecidas, citando nomes como o de Mariguella, a guerrilha do Araguaia e muito mais.

Na banda, André Evaristo (guitarra/vocais) era o único que sabia mais sobre o assunto, assim quando todos nós começamos a estudar e falar sobre isso, também pesquisando na internet, lendo livros e conversando pessoalmente com o historiador Alexandre Rossi Carneiro e Roniwalter Jatobá, jornalista e escritor brasileiro que escreveu vários livros sobre o assunto e viveu na época da ditadura militar.

Nós nunca fizemos um trabalho conceitual sobre um assunto, este será o primeiro e eu acredito que ele vai ser um trabalho honesto e grande. Espero que todos os headbangers apreciem"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário